NOTÍCIAS

11/04/2016

PE Verde recebe selo de pegada de carbono

Selo irá fortalecer a credibilidade da indústria brasileira acerca de impactos ambientais

O PE verde é o primeiro produto da indústria petroquímica brasileira a receber a certificação da pegada de carbono, iniciativa que nasceu na Comissão Técnica do Plano Indústria (CTPIn), do Ministério do Desenvolvimento da Indústria e do Comércio (MDIC), e que define e orienta ações para implementar a Política Nacional de Mudanças Climáticas em setores prioritários.

"Como trabalhamos em um mercado global, o selo vai fortalecer a credibilidade da indústria brasileira no que diz respeito a impactos ambientais, abrindo novas possibilidades de negócios para os produtos nacionais que tenham esse diferencial competitivo", afirma Alexandre Elias, Responsável por Químicos Renováveis.

O lançamento do novo Sistema da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) de Medição e Certificação da Pegada de Carbono e Água de Produtos aconteceu no dia 6 de abril, em São Paulo, e teve a apresentação de estudos de caso das empresas participantes, entre elas a Braskem.

De acordo com a medição, realizada pela Carbon Trust e pela ABNT, o PE Verde tem uma pegada de emissões negativa (-2,11 quilos de CO2 equivalente por quilo de produto), ou seja, ajuda a sequestrar o gás poluente da atmosfera.

Para Jorge Soto, Responsável por Desenvolvimento Sustentável na Braskem, a iniciativa permite que a sociedade possa fazer suas escolhas de forma mais consciente, considerando os impactos do seu padrão de consumo nas mudanças climáticas. "O engajamento do consumidor visando à economia de baixo carbono é crucial. Para tal, é muito importante dar-lhe informações confiáveis para que ele possa tomar uma decisão pró-sustentabilidade. Por isso, entendemos que um selo com o aval do governo, associado a outras instituições de reconhecimento internacional, pode ser uma adequada ferramenta", diz.


Voltar