NOTÍCIAS

22/03/2020

Manifestação do COFIP endereçada aos poderes públicos Federal, Estadual e Municipal

A indústria química, petroquímica e plástica nacional possui uma vasta cadeia de valor responsável pelo fornecimento de insumos, matérias primas e produtos estratégicos para todo o setor produtivo brasileiro, em especial embalagens para a indústria alimentícia, farmacêutica, saúde, além de outros produtos de consumo das famílias em geral.

Na área específica da saúde, o setor atua na fabricação de produtos absolutamente essenciais para os serviços médico hospitalares, combate à proliferação de doenças e garantia do bem-estar da população, a exemplo de álcool em gel, luvas máscaras e demais equipamentos de proteção individual, anestésicos, gases medicinais, bolsas de sangue, seringas descartáveis, detergentes, desinfetantes, equipamentos hospitalares, embalagens descartáveis para alimentos e fármacos, entre tantos outros.

Neste sentido, o setor que se consolida regionalmente no Polo Petroquímico do Rio Grande do Sul necessita de medidas do poder público que garantam a operação das indústrias e a continuidade do abastecimento pleno desses produtos ao mercado brasileiro, incluindo o livre e regular fluxo de pessoas e cargas, proporcionando deslocamento dos trabalhadores essenciais para o funcionamento tanto das plantas industriais quanto das operações logísticas rodoviárias, ferroviárias, portuárias e aéreo-portuárias na cadeia produtiva. Evidentemente, todas as medidas de precaução amplamente divulgadas já foram adotadas nessas atividades.

É indiscutível a necessidade de preservar o bem-estar da sociedade e a fabricação e logística de insumos essenciais à saúde da população para evitar o desabastecimento do mercado que, por sua vez, poderia trazer impactos às medidas e esforços no combate à COVID-19, além de prejuízos incalculáveis à economia.

Deste modo, é fundamental que o Poder Público mantenha constante diálogo com as entidades representativas para compreender a função e papel do setor na cadeia produtiva de produtos essenciais ao combate à pandemia do COVID-19, abstendo-se de adotar medidas restritivas que possam comprometer a livre circulação de tais produtos.

Reiteramos nosso apoio e melhores esforços neste momento de crise, assegurando o suporte do Polo Petroquímico do Rio Grande Sul às medidas emergenciais implementadas pelo poder público com o objetivo de mitigar os impactos da pandemia do COVID-19 ao Estado do Rio Grande do Sul.

Atenciosamente,

Atenciosamente,
Nelzo Luiz Neto da Silva
Presidente do Conselho de Administração
COFIP - Comitê de Fomento do Polo RS


Voltar