DÚVIDAS FREQUENTES

  • 1

    Como faço para trabalhar no Polo?

    O Polo Petroquímico é um complexo industrial formado por seis empresas: Arlanxeo, Braskem, BRK Ambiental, Innova, Oxiteno e White Martins. Os contratos de trabalho são feitos por empresa. Para envio de currículo, entre no link "Trabalhe no Polo" (na barra superior da Home), escolha com qual das empresas você gostaria de entrar em contato e clique no respectivo link para cadastrar o seu currículo.

  • 2

    Como faço para agendar visitas ao Polo Petroquímico do Sul?

    Arlanxeo - HPE: 51 3457 5902 - Abigail Polesello - abigail.polesello@arlanxeo.com 

    Arlanxeo - TSR: 51 2108 3280 - Eliana Quadra - eliana.quadra@arlanxeo.com 

    Braskem e Estação Ambiental Braskem: Acesse o link e cadastre sua solicitação - https://www.braskem.com.br/contato 

    BRK Ambiental: Enviar e-mail com solicitação da visita para amandamattos@brkambiental.com.br

    Innova: 51 3457 5813 – Daniela Neis - daniela.neis@innova.com.br 

    Oxiteno: 51 34575125 - Hilton – hilton.pinto@oxiteno.com

    White Martins: As visitas estão abertas para escolas de ensino médio e universidades, mas não é uma programação de visitação formal. É importante informar o motivo da visita. As solicitações serão analisadas pela gerência e depois da análise é agendado o dia da visita, planejado conforme a disponibilidade de horários e datas. Paulo Eggers - paulo_eggers@praxair.com e Joana Oliveira joana_oliveira@praxair.com.

     

  • 3

    Para qual setor das empresas devo contatar para oferecer produtos (vender)?

    Os contatos comerciais devem acontecer diretamente com cada empresa:

    Arlanxeo HPE: 51 3457 5900

    Arlanxeo TSR: 51 2108 3229

    Braskem: 51 3457 6000 - Suprimentos

    BRK Ambiental: 51 3721 1058 - Suprimentos

    Innova: 51 3457 5800

    Oxiteno: sandra.sembranelli@oxiteno.com

    White Martins: 51 3457 2718

  • 4

    Qual é o horário de funcionamento das empresas do complexo?

    Os processos industriais das empresas funcionam ininterruptamente. Porém, o expediente administrativo externo ocorre entre 8 e 17 horas, de segunda a sexta-feira.

    Os horários para carregamento e descarregamento de produtos e insumos variam de acordo com a organização de cada empresa.

    Arlanxeo HPE: 51 3457 5900

    Arlanxeo TSR: 51 2108 3229

    Braskem: 51 3457 6000 - Logística

    BRK Ambiental: Horário de recebimento de insumos preferencialmente das 08 às 17h, podendo ocorrer a qualquer momento, caso necessário.

    Innova: 51 3457 5800

    Oxiteno: 51 3457 5100

    White Martins: 51 3457 2718

  • 5

    O Polo é uma empresa só?

    Não. O Polo Petroquímico do Sul foi formado por empresas no início da década de 80. Atualmente, é composto por seis empresas - ARLANXEO, BRASKEM, BRK AMBIENTAL, INNOVA, OXITENO  E WHITE MARTINS - com aproximadamente 6.300 funcionários. Sua implantação contribuiu para o desenvolvimento da região, oferecendo novas oportunidades de trabalho e um crescimento econômico significativo. A privilegiada localização, com uma área de 3600 hectares, sendo metade dela um cinturão verde, a 52 quilômetros de Porto Alegre, facilita o acesso dos milhares de trabalhadores que, diariamente, se deslocam de Triunfo e de diversas cidades do estado até o complexo industrial.

  • 6

    O que o Polo produz e para que serve?

    A produção do Polo começa com a nafta, que é a matéria-prima básica para toda cadeia de produção. Dela derivam o Eteno, Propeno, Butadieno, MTBE e solventes, produzidos pela Unidade de Petroquímicos Básicos (Braskem - UNIB 2 RS) e fornecido para as empresas de 2ª Geração - Unidades de Poliolefinas da Braskem, Arlanxeo, Oxiteno e Innova. A White Martins participa do processo produtivo, através do fornecimento, principalmente, de Nitrogênio Gás para inertização de equipamentos e processos.

    As empresas de 2ª Geração transformam os produtos fornecidos pela UNIB 2 RS (Eteno, Propeno, Butadieno, MTBE e solventes) em produtos como polietileno de alta densidade ou linear de baixa densidade, polipropileno, borracha sintética, metiletilcetona, etilbenzeno, estireno, e poliestireno. Estes produtos são matérias-primas para indústrias de diversos segmentos, para fabricação de inúmeros produtos.

  • 7

    Como faço para entrar em contato ou saber mais sobre as empresas terceirizadas que existem no Polo?

    Os contratados de serviços terceirizados são gerenciados individualmente. Para informações, contatar com a empresa de interesse:

    Arlanxeo TSR: 51 2108 3229

    Arlanxeo HPE: 51 3457 5963

    Braskem: 51 3457 6000

    BRK Ambiental: 51 3721 1058

    Innova: 51 3457 5800

    Oxiteno: sandra.sembranelli@oxiteno.com

    White Martins: 51 3457 2718

  • 8

    Contatos para informações sobre estágios:

    Oxiteno - renata.oliveira@oxiteno.com.br 

    Arlanxeo - Eliana Quadra - telefone: 51 2108 3280 - eliana.quadra@arlanxeo.com 

    Arlanxeo HPE - Marluce Siqueira - telefone: 51 3457 5906 - marluce.siqueira@arlanxeo.com 

    White Martins - https://site.vagas.com.br/PagEmpr.asp?e=whitemartins 

    Braskem UNIB 2 RS – Maria Odila Saldanha de Menezes Oliveira - mariaodila.oliveira@braskem.com  

    Braskem UNPOL RS - Kelen Marmitt - kelen.marmitt@braskem.com 

    Innova - ESTAGIAR-RS - www.estagiar-rs.com.br 

    BRK Ambiental - Amanda Mattos – telefone: 51 3721 1057 – amandamattos@brkambiental.com.br 

  • 9

    O que as empresas que formam o Polo fazem para reduzir os riscos de poluíção atmosférica e danos à natureza?

    As empresas adotam medidas de controle de processos e monitoramentos ambientais, em conformidade com a legislação vigente e exigência do Órgão de fiscalização ambiental, tais como: monitoramento e controle das emissões atmosféricas e monitoramentos da qualidade do ar em todo o complexo industrial.

  • 10

    Quais as providências tomadas para evitar a poluição nos arredores do complexo? Existe alguma?

    Sim. Existem diversos sistemas de controle, monitoramento e gerenciamento ambiental implantados, em conformidade com a legislação vigente e exigência do Órgão de fiscalização ambiental, tais como:

    - Otimização dos processos produtivos, com vistas a redução de emissões atmosféricas, geração de resíduos sólidos e efluentes líquidos;

    - Monitoramentos das emissões atmosféricas;

    - Gerenciamento dos resíduos sólidos;

    - Tratamento de efluentes líquidos;

    - Monitoramentos das águas superficiais;

    - Monitoramentos das águas subterrâneas;

    - Monitoramentos da qualidade do solo;

    - Monitoramentos da qualidade do ar;

    - Monitoramentos de poluentes prioritários.

  • 11

    O Polo Petroquímico tem unidades em outros lugares do Brasil, além do complexo de Triunfo. Essas estruturas fazem parte de um grande grupo ou são independentes?

    Cada Polo Petroquímico (RS, Bahia, SP e RJ) possui particularidades, em função de localização, empresas instaladas, entre outras. E, por isto, os Polos Petroquímicos têm estrutura independente, mesmo que algumas empresas estejam presentes em vários deles. As empresas atuam respeitando a estrutura do Polo no qual estão instaladas.

  • 12

    Como faço para integrar o Conselho Comunitário Consultivo?

    Para fazer parte do Conselho Comunitário Consultivo, é necessário residir em uma das três cidades vizinhas ao Polo Petroquímico do Sul: Montenegro, Nova Santa Rita ou Triunfo. Além disso, é preciso enviar um currículo profissional para análise dos Conselheiros, em reunião ordinária. A análise será feita com base no regimento do Conselho.

    Para enviar o seu currículo e saber mais sobre o Conselho, entre em contato com os coordenadores das cidades:

    Montenegro: Rafael Alexandre Kebach - rafael.kebach@gmail.com

    Nova Santa Rita: Rosemari de Almeida Herrmann - roseherrmann@hotmail.com

    Triunfo: Vânia Mariza de Paula Moraes - vaniadipaula@gmail.com

  • 13

    O que é e como funciona o SITEL?

    O SITEL (Superintendência de Tratamento de Efluentes Líquidos e Resíduos Sólidos) tem por objetivo gerenciar e executar a prestação de serviços de tratamento de resíduos (líquidos e sólidos) industriais, utilizando a infraestrutura implantada nos sistemas localizados no Polo Petroquímico do Sul. Sua administração é feita pela Corsan.

    Para saber mais sobre o funcionamento do SITEL, entre em contato com a Corsan através dos telefones 51 3215 5600, 0800 646 6444 ou pelo site www.corsan.com.br.

  • 14

    Em situação de catástrofe natural ou provocada, qual será a atitude a ser tomada pela sociedade civil e também pelo Polo Petroquímico? Qual será o plano de ação?

    Em situações de catástrofes naturais, a coordenação da situação é responsabilidade de Defesa Civil (Municipal e Estadual). As empresas do Polo vão prestar o apoio de acordo com a situação.

  • 15

    Se caso houvesse uma catástrofe/vazamento, se os hospitais da região teriam estrutura para atender as demandas?

    Os Hospitais da região incluindo Porto Alegre e Grande Porto Alegre, assim como todo o sistema de saúde nacional tem limitações. Hoje quando o número de acidentados em outros locais é um pouco maior, as pessoas são distribuídas de acordo com o tipo de lesão e característica do Hospital. Em cada caso deverá ser avaliado o tipo de acidente e consequência para posterior tomada de ação e encaminhamento.

  • 16

    Quais são as ações concretas do Polo com a relação a proteção do meio ambiente?

    O Polo trabalha com foco na prevenção, ou seja, evita poluir, minizando os impactos. Todos os resíduos gerados no Polo, sejam eles sólidos, líquidos ou gasosos são mapeados e tratados antes de serem direcionados para o meio ambiente. As diretrizes do Polo com relação a resíduos são:

    1º Não gerar

    2º Reutilizar

    3º Reciclar ou reaproveitar energeticamente

    4º Tratar

    5º Dispor (estudando enquadramento nas outras alternativas)

  • 17

    Quais são as possíveis interferências da poluição na saúde da população?

    Depende de que tipo de poluição estamos falando. Por exemplo: poluição atmosférica causa problemas respiratórios e cardíacos. Pessoas que moram em grandes metrópoles têm mais problemas desse tipo do que pessoas que moram em regiões onde não há tanto fluxo de veículos. Em áreas onde não há tratamento de água e essa apresenta-se contaminada, percebe-se um aumento na mortalidade infantil, por exemplo. No caso de áreas industriais, como o Polo Petroquímico, trabalhos onde haja exposição a produtos químicos são controlados e as pessoas são protegidas quando realizam esse tipo de atividade.

  • 18

    Usando notas de 0 a 10, qual a nota que o polo se daria com relação ao meio ambiente? O subsolo como está? E com relação ao ar?

    Daríamos nota 10. As empresas que compõem o Polo conhecem detalhadamente todos os seus aspectos e impactos associados às suas atividades. Todos os aspectos ambientais significativos possuem controles associados. Além disso, o Polo é monitorado para avaliar a eficácia desses tratamentos. Os resultados mostram que os controles são eficazes.